A Importância e os Desafios da Avaliação Imobiliária

white and red wooden house beside grey framed magnifying glass
Compartilhe
82 / 100

A Importância e os Desafios da Avaliação Imobiliária

A Importância e os Desafios da Avaliação Imobiliária
Photo by Pavel Danilyuk

A avaliação de imóveis está se tornando cada vez mais comum e é um dos serviços mais requisitados no mercado atualmente. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o que realmente envolve uma avaliação de imóveis.

O Que É a Avaliação de Imóveis?

A avaliação de imóveis visa analisar as condições de uma propriedade e definir seu valor de mercado. Com o setor imobiliário em constante mudança, é natural que os valores dos imóveis oscilem. Para evitar prejuízos e preços fora da realidade, a avaliação é essencial ao comercializar uma propriedade.

Aspectos Analisados na Avaliação de Imóveis

Alguns dos principais aspectos analisados durante a avaliação de um imóvel incluem:

  • Tamanho do imóvel
  • Estrutura
  • Acabamento
  • Idade do imóvel
  • Localização
  • Documentação
  • Posicionamento na quadra

Motivos para Realizar uma Avaliação de Imóvel

Além da venda de uma propriedade, a avaliação é necessária em diversos outros cenários, como:

  • Cálculo de indenização por expropriação
  • Determinação de valor para fins fiscais
  • Financiamento
  • Partilha de bens

Quem Pode Avaliar um Imóvel?

Para realizar uma avaliação de imóveis, é necessário ser um profissional das áreas de direito, engenharia, arquitetura ou corretor de imóveis. Entre esses profissionais, os corretores de imóveis e advogados se destacam, pois a avaliação envolve conhecimentos sobre o mercado imobiliário, documentação e legislação. É importante frisar o conhecimento local destes profissionais para o perfeito desempenho de suas funções.

Qualificações Necessárias para Ser um Avaliador de Imóveis

Para ser um corretor de imóveis avaliador, e poder fazer uma Avaliação imobiliária além do TTI (Técnico em Transações Imobiliárias) ou cursos correlacionados e CRECI, é necessário ter o curso de avaliação de imóveis e o CNAI (Cadastro Nacional de Avaliadores Imobiliários). Com o CNAI, o corretor pode emitir o Parecer Técnico de Avaliação Mercadológica (PTAM), um documento que define o valor da propriedade utilizando diversos fatores técnicos, essencial em ações judiciais.

Possibilidades de Trabalho para um Avaliador de Imóveis

Ser um avaliador de imóveis oferece diversas oportunidades de atuação, tanto de forma autônoma quanto contratado por:

  • Empresas especializadas em avaliação de imóveis
  • Órgãos públicos
  • Empresas privadas
  • Prestação de serviços para pessoas físicas

O avaliador pode atuar em várias ações judiciais, como:

  • Demarcatórias
  • Desapropriações
  • Indenizatórias
  • Interdito proibitório
  • Lucros cessantes
  • Perdas e danos
  • Reintegração e manutenção de posse
  • Renovatórias de locação
  • Usucapião
  • Vistorias

Curso de Avaliação de Imóveis

O curso de avaliação de imóveis é destinado a corretores de imóveis e outros profissionais que desejam ingressar nessa área promissora. A formação rápida garante habilitação para o CNAI, proporcionando maior credibilidade no mercado. As disciplinas do curso capacitam o profissional para diversos tipos de avaliação, incluindo:

  • Método comparativo
  • Avaliação de imóveis urbanos e rurais
  • Conteúdo e apresentação do PTAM
  • Métodos avaliatórios
  • Noções de arquitetura e urbanismo
  • Normas, leis e resoluções

Normas e Regulamentações

A Avaliação de Imóveis é disciplinada pela ABNT NBR 14653-1, que trata dos procedimentos gerais. A norma possui outras partes que normalizam a avaliação para cada tipo de bem imóvel. O Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo (IBAPE/SP) define as atividades básicas do Engenheiro de Avaliações.

Críticas e Desafios no Mercado Imobiliário

Em minha humilde opinião, a avaliação imobiliária deve, primeiramente, ser realizada por alguém que conheça profundamente o mercado local. Assim como o laudo técnico deve ser elaborado por um engenheiro, a precificação de um imóvel deve harmonizar com a expertise desse profissional. No entanto, temos observado pessoas sem o devido preparo tentando ocupar essas posições e prestar esses serviços, explorando brechas em instruções normativas. Isso pode prejudicar o mercado imobiliário por imprudência, imperícia, negligência ou, talvez, por interesses escusos.

Se estamos conjecturando que indivíduos não capacitados possam estar dispostos a entrar neste mercado, cabe ao CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) e ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) agirem em defesa das classes profissionais. Eles devem agir no interesse do mercado imobiliário, pois, no fim das contas, quem sempre perde são os elos mais fracos: clientes e prestadores de serviço.

Futuro do Mercado Imobiliário e Tecnologia

Talvez devamos pensar mais adiante. Em um futuro próximo, um descontentamento crescente dessas classes prejudicadas (corretores e engenheiros) pelos interesses de alguns poucos poderia levar à luta legislativa (e por que não?) pela substituição de certas entidades ou Certas autoridade por inteligências artificiais, garanto a vocês que estamos em maior número. Essa mudança visaria reduzir custos. Se é para acabar com o trabalho e prejudicar o mercado, que comecemos por aqueles que exploram as lacunas da lei, das instruções normativas.

👩‍💼 Franciane Schneider – Corretora de Imóveis – Perita Avaliadora
📱 Celular/WhatsApp: (47) 98916-4437
📧 E-mail: contato@fsimobiliaria.com.br
🌐 Website: Franciane Schneider – FS Imobiliária

CRECI- SC

CREA – SC

Participe da discussão

Compare listas

Comparar
white concrete building
Mastodon